Quem são? Clique aqui e descubra!!

Noiva troca vestido de casamento por uniforme de Aventureiros

Tamanho da fonte:
Casamento de Aventureiros

O tradicional vestido branco foi substituído pelo uniforme do Clube.

Padrinhos, convidados, decoração, pastor, instrumental, tudo certo para o casamento de Andrely e Edson Santos. Entretanto, para deixar o momento ainda mais marcante, o casal incorporou na cerimônia um gosto em comum dos dois: o Clube de Aventureiros.

Com direito a participação de todas as crianças do Clube de Aventureiros Estrelinhas das Américas como daminhas e pajens, o casamento que aconteceu no último domingo, 30 de agosto, em Curitiba, foi marcado com a entrada da noiva, que trocou o vestido branco tradicional pelo uniforme dos Aventureiros.

Ex-pastor de outra denominação transforma igreja em templo adventista

Tamanho da fonte:
Pastor Fábio Ferreira, que dirigiu o evangelismo durante 15 dias no bairro, batizou o casal

Pastor Fábio Ferreira, que dirigiu o evangelismo durante 15 dias no bairro, batizou o casal.

A maior dificuldade que tinha era a de não trabalhar aos sábados. “No início parece um bicho de sete cabeças, mas quando começa a guardar a gente vê que é de Deus. Hoje o que mais me alegra é o sábado”, comemora a cabeleireira Divana Freitas.

Seis meses antes da série de estudos no bairro Nova Era, em Juiz de Fora, MG, Orlando de Freitas e Divana começaram a estudar a Bíblia com o sobrinho, que é adventista. Quando chegou na mensagem do sábado, a cabeleireira ficou incomodada com o que aprendera, pois o salão de beleza lotava nesse dia. “Eu perguntei para ele se eu podia ser adventista sem guardar o sábado. Ele virou pra mim e disse que não. A partir daí, fiquei três meses sem dormir, pois eu não aceitava o que tinha aprendido”, relembra.

Após estudar livros de escritora adventista, evangélica é batizada

Tamanho da fonte:
Após estudar livros de escritora adventista, evangélica é batizada

Com o objetivo de combater os livros de Ellen White, escritora da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Thalita Couto estudou seus escritos. Porém, durante esse tempo, ela começou a gostar do que estava lendo e percebeu que as mensagens correspondiam à Bíblia.

Tradicional em uma igreja evangélica e estudando teologia, no primeiro momento, Thalita não teve coragem de dizer aos familiares e ao pastor de sua igreja que os escritos de Ellen eram realmente válidos. Contudo, com tantas dúvidas respondidas, a jovem teve que tomar uma decisão. [ASN, Vanessa Lemes]

Confira sua história no vídeo abaixo: